Neste livro, o Professor Juan Velarde Fuertes leva-nos a uma viagem muito pessoal à evolução das relações económicas peninsulares. A obra está centrada na tentativa de explicação de um paradoxo estranho: por que razão dois vizinhos tão próximos, com destinos paralelos, se mantiveram afastados em termos económicos durante séculos? É um problema muito surpreendente, pois é difícil encontrar um caso igual em todo o planeta. Os vizinhos são normalmente parceiros económicos e, sobretudo, quando existe uma grande diferença de dimensão entre eles, o país pequeno torna-se sempre dependente do maior. É assim em todo o lado. Menos na Península Ibérica.Este tema é de grande actualidade, sobretudo em Portugal.
O «encontro» entre as economias peninsulares, que o autor saúda com efusão, é considerado em muitos meios lusos com larga reserva, senão mesmo com hostilidade declarada. A Estranha Divergência constitui, pois, um contributo muito válido para um debate que é hoje central. Posfácio do Prof. Doutor João César das Neves.