Quando falamos no termo "finanças", temos a tendência de associá-lo meramente a uma questão técnica, como elaborar planilhas, controles e manipulação de números. Na verdade, as finanças pessoais vão bem além da questão técnica. Estão mais associadas a comportamento do que a números. Você deve conhecer pessoas que têm um bom nível de instrução, mas são um desastre com suas finanças pessoais. Essa discrepância entre o conhecimento e a prática, reside na falta de disciplina, ou melhor, na falta da atitude correta para com um assunto tão importante.O autor, Ion de Veer, optou em tratar temas como a motivação, os hábitos e a disciplina, considerando as técnicas e ações práticas como uma resposta natural a um comportamento saudável na gestão das finanças pessoais.