Fruto de um trabalho cuidadoso de tradução, esta antologia oferece-lhe um panorama magnífico da poesia escrita em francês, desde François Villon no século XV até ao início do século XX. A selecção procura apresentar não só poetas gauleses consagrados, como Baudelaire, Verlaine ou Apollinaire, mas também autores quebequenses e até mesmo aqueles que, não tendo necessariamente como língua materna o francês, compuseram poesia neste idioma. Esse é o caso de Fernando Pessoa, que aqui é contemplado com É Morno o Pôr-do-Sol..., obra concebida poucos dias antes da sua morte. Como mais-valia, o presente título inclui ainda uma pequena biografia de cada poeta seleccionado e um apêndice imperdível contendo todos os poemas na sua versão original, ou seja, em língua francesa.