Com a primeira edição datada de 1998, Costa Gomes - O Último Marechal foi, ao longo destes anos, não só obra de consulta obrigatória para estudiosos e investigadores da nossa história recente, como também uma leitura fascinante para um público mais vasto e
abrangente.
Sendo o ano de 2014 a conjugação de duas efemérides, os 40 anos do 25 de Abril e o centenário do Marechal Costa Gomes, este é o momento oportuno para uma nova edição desta obra. Assim, o reaparecimento das memórias de Costa Gomes contribuirá para o esforço colectivo de preservação deste acontecimento central da nossa contemporaneidade, mas também para resgatar a figura de um dos protagonistas da Revolução, que não tendo sido um militar vulgar, um político vulgar nem um católico vulgar, não foi um herói falhado, mas também não foi um herói de Abril.
Costa Gomes devido ao seu perfil enigmático, indecifrável, quase esfíngico, que tanto perturbou os portugueses no tempo revolucionário e que ainda hoje continua a perturbar os estudiosos e o público em geral, pode ser qualificado como o representante do princípio da realidade contra o princípio do prazer - é aquele que apelidamos de anti-herói da Revolução de Abril e a quem hoje homenageamos com esta nova edição.