"Cinco belos contos que Maria Isabel Barreno acaba de oferecer aos seus leitores. Este livro lê-se sem darmos conta que chegámos ao fim. Para abrir o apetite aqui fica uma passagem: ""... num corpo jovem há uma alegria dos ossos, uma alegria dos músculos, uma alegria da pele. Uma alegria do movimento e uma alegria da imobilidade. Para onde se esvai toda essa alegria, tão substancial, tão essencial?"""