O mesmo Hobbes que no Leviatã insistirá com tanta ênfase em que "as leis da natureza são contrárias a nossas paixões naturais, as quais nos fazem tender para a parcialidade, o orgulho, a vingança e coisas semelhantes" afirma aqui com mais frequência os benefícios da companhia dos homens.